Home |  Contactos |  Consultório |  Carreira |  Meteorologia |  Mapa Site
Português  English 
Calendários de Tratamento e Fertilização
Conheça os inimigos das suas Culturas
Pesquisar:
Notícias
Algas TOMEX
Ensaio na Lourinhã em Abóbora
Conheça os resultados positivos deste ensaio da Agroquisa em conjunto com a MCA Algas y Derivados e com a Louricoop.
Ensaio na Lourinhã em Abóbora
Campanha ANIPLA
Campanha ANIPLA
Campanha ANIPLA
Informações
Centro de Informação Antivenenos
Aberto 24H por dia. Fornece gratuitamente todas as informações necessárias ao tratamento de envenenados com Agroquimicos.
Centro de Informação Antivenenos
Mundo Animal » PECUÁRIA » Suínos » Raças
Raça Suína Alentejana
Raça Suína Bísara
Raça Suína Alentejana

A Raça Alentejana, com origem na região do Alentejo, é a raça suína portuguesa com maior expressão; o efectivo de fêmeas é de cerca de 5800 animais.

É uma raça muito apreciada pelas características organolépticas da carne e dos produtos de salsicharia que são obtidos a partir dela.

Existem actualmente associados a esta raça os seguintes produtos certificados.

  • Carne de Porco Alentejano (DOP)
  • Presunto de Barrancos (DOP)
  • Cacholeira Branca de Portalegre (IGP)
  • Chouriço de Portalegre (IGP)
  • Chouriço Mouro de Portalegre (IGP)
  • Farinheira de Portalegre (IGP)
  • Linguiça de Portalegre (IGP)
  • Lombo Branco de Portalegre (IGP)
  • Lombo Enguitado de Portalegre (IGP)
  • Morcela de Assar de Portalegre (IGP)
  • Morcela de Cozer de Portalegre (IGP)
  • Paínho de Portalegre (IGP)
  • Chouriço de Carne de Estremoz e Borba (IG)
  • Chouriço Grosso de Estremoz e Borba (IG)
  • Farinheira de Estremoz e Borba (IG)
  • Morcela de Estremoz e Borba (IG)
  • Paio de Lombo de Estremoz e Borba (IG)
  • Paia de Toucinho de Estremoz e Borba (IG)
  • Paio de Estremoz e Borba (IG)
  • Linguiça do Baixo Alentejo (IGP)
  • Paio de Beja (IG)

Padrão da Raça Alentejana (in portaria 17133, de 22 de Abril de 1959)  
    
Peso vivo adulto:
macho - 120 a 140 kg; fêmea - 110 a 130 kg

Tipo:
corpulência médio-pequena, esqueleto aligeirado, grande rusticidade e temperamento vivo.

Pele e pigmentação:
preto ardósia, com cerdas raras, finas, de cor preta, aloirada ou ruiva.

Cabeça:
comprida e fina de ângulo fronto-nasal pouco acentuado; orelhas pequenas e finas, de forma triangular, dirigidas para diante e com a ponta ligeiramente lançada para fora.

Pescoço:
de comprimento médio e regularmente musculado.

Tronco:
roliço, de regular capacidade, espádua regularmente desenvolvida, região dorsal de mediano comprimento e largura, um pouco arqueada, ligando-se bem com a garupa; garupa de regular comprimento e largura, pouco oblíqua; ventre um tanto descaído, cauda fina de média inserção, terminando num tufo de cerdas abundante.

Membros:
de comprimento médio, delgados e bem aprumados; coxas regularmente descidas e de mediado desenvolvimento; membros terminando em pés pequenos com unhas rijas.

Andamentos:
ágeis e elásticos

Características sexuais:
macho com testículos bem salientes do períneo e medianamente volumosos; mamilos em número não inferior a cinco e regularmente distanciados.

Fêmea com mamilos em número não inferior a cinco de cada lado, regularmente distanciados e salientes.

Top
Raça Suína Bísara

A raça Bísara tem um efectivo de fêmeas de 720 animais. Actualmente encontra-se circunscrita ao norte de Portugal, nomeadamente às regiões de Entre Douro e Minho, Trás-os-Montes e Beira Interior. Existem actualmente associados a esta raça os seguintes produtos certificados.

  • Chouriço de Carne de Vinhais (IGP)
  • Salpicão de Vinhais (IGP)


Características Morfológicas da Raça Bísara

Estatura:
animais grandes, chegam a atingir 1 m de altura e 1.5 m desde a nuca à raiz da cauda.

Pelagem:
branca, preta ou malhada; pele geralmente grossa e as cerdas normalmente compridas, grossas e abundantes.

Cabeça:
grossa e de perfil côncavo; crista occipital dirigida para diante, tromba espessa e comprida, boca grande.

Orelhas:
compridas, largas e pendentes, sem contudo cobrirem os olhos.

Face:
pouco desenvolvida e papada reduzida.

Pescoço: comprido e regularmente musculado.

Tórax:
alto, achatado e pouco profundo, com costelas compridas e pouco arqueadas.

Dorso:
comprido, linha dorso-lombar convexa.

Ventre:
esgalgado, com dez tetos ou mais.

Flanco:
largo e pouco descido.

Garupa:
de bom comprimento mas estreita, descaída e pouco musculada.

Cauda:
de média inserção e grossa

Membros:
de regular aprumo, compridos, ossudos e pouco musculados.

Pés:
bem desenvolvidos mas brandos.

Top
Newsletter
Subscreva a nossa Newsletter
CAMPANHA FORRAGEIRAS
Sementes Forrageiras e Misturas AGROQUISA
A AGROQUISA põe à sua disposição uma gama de espécies forrageiras melhoradas e seleccionadas
Sementes Forrageiras e Misturas AGROQUISA
Agroquisa © Todos os Direitos Reservados. Site Desenvolvido: Cyclop Net - Desenvolvimento de Sites Profissionais.